Tabela do INSS Autônomo 2016 – ATUALIZADA

Tabela do INSS Autônomo 2016 – ATUALIZADA
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 880,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)* R$ 44,00
R$ 880,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)** R$ 96,80
R$ 880,00 até R$ 5.189,82 20% De R$ 176,00 (salário-mínimo) até R$ 1037,96 (teto)

Há duas formas de pagar o INSS como autônomo. Uma é através do plano normal, outra através do simplificado.

width=219Através do plano normal a contribuição é a seguinte:

 

20% sobre a sua remuneração (sendo que o mínimo da remuneração é de R$ 880,00 e o máximo é de R$5.189,84).

limitemaximomininoinss2016

Códigos para recolhimento – Autônomo
1007 Contribuinte Individual – Mensal
1104 Contribuinte Individual – Trimestral
 
1120 Contribuinte Individual – Mensal – Com dedução de 45% (Lei 9.876/1999)
1147 Contribuinte Individual – Trimestral – Com dedução de 45% (Lei 9.876/1999)
 
 
1287 Contribuinte Individual – Rural Mensal
1228 Contribuinte Individual – Rural Trimestral
 
1805 Contribuinte Individual – Rural Mensal – Com dedução de 45% (Lei 9.876/1999)
1813 Contribuinte Individual – Rural Trimestral – Com dedução de 45% (Lei 9.876/1999)

 

Qual a diferença entre recolher como Autônomo pelo plano NORMAL e recolher pelo plano SIMPLIFICADO?

Publicado em Categorias Valores - PrevidênciaTags , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

31 pensamentos em “Tabela do INSS Autônomo 2016 – ATUALIZADA”

  1. Ao invés de pagar o talão do INSS com o novo valor, de R$96,80, foi pago com o valor antigo, de R$86,68. Como calcular os juros dos meses de janeiro, fevereiro e março para pagar a referida diferença?

    1. Entrar no site do sal da receita federal , cutucar no item q o segurado foi filiado inscrito ( qual a data da primeira contribuição olhar no documento Cnis , esse documento pega no inss ) no inss , dai vcs vão poder pagar apenas 5 anos atrás.

  2. Contribuo mensalmente há anos com 11% sobre um salário-mínimo como individual autônoma. Agora vi neste site que há dois percentuais para individual, ou seja 5% e 11%. E uso o código 1163 conforme consta da GPS.
    Qual a diferença entre os dois percentuais ? Como fazer para trocar para 5%, se for o caso ?

    Saudações

  3. Sou cooperado em uma cooperativa de transportes, ate o mes 03 deste ano era descontado o valor de 570,88 e agora no mes 04 essa retençao quase dobrou, esta correto?

  4. boa tarde sou contribuinte autonoma pago 176,00 reais queria saber se esse valor é pra um salario minimo de aposentadoria ou não pra eu aposentar com 2 salario qual valor da porcentagem espero uma resposta ok obrigado boa tarde

  5. Estou desempregado,tenho quase 68 anos , pelos calculos devo contribuir ainda por treis anos ,para ter o mínimo tempo de contribuição ( 15 anos) .Qual o valor mensal que devo contribuir para me aposentar com o máximo possível e sobre qual alíquota ?

    1. Pela tabela abaixo vê-se que o recolhimento pelo ‘teto’ dos valores no carnet deve ser de  R$ 1037,96.

      Tabela do INSS Autônomo 2016 – ATUALIZADA
      Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
      R$ 880,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)* R$ 44,00
      R$ 880,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)** R$ 96,80
      R$ 880,00 até R$ 5.189,82 20% De R$ 176,00 (salário-mínimo) até R$ 1037,96 (teto)

       

      Lembre-se que somente contribuir pelo teto nos últimos cinco anos não vai garantir uma ‘aposentadoria pelo teto’.

      Segundo Rogério Araujo, diretor da TGL Brasil Insurance, empresa de consultoria na área de seguros e previdência, aumentar para o teto máximo as contribuições nos últimos 5 anos, 60 meses de contribuição, não garante ao participante do sistema da previdência social um benefício do teto ou próximo a ele, uma vez que o benefício é calculado sobre a média de 80% das maiores contribuições de Julho/94 à data de requisição da aposentadoria. Portanto é interessante, caso desejar assegurar um benefício maior junto ao INSS, é importante manter desde já as contribuições sobre o teto.

      “Alguns participantes ainda têm em mente a antiga regra, alterada em 1994, quando o benefício era calculado sobre a média dos últimos 60 meses, o que não mais procede”, diz Araujo.

      Veja mais em https://letraselucros.com/caso.asp?id=422

      Também não se pode esquecer que a proporção entre o salário mínimo e o teto do INSS vem caindo ao longo dos anos, tanto pelo fato de que pode ter havido ganho real do salário mínimo, quanto pela razão de que os reajustes das aposentadorias são feitas por índice que não corresponde necessariamente com o aumento da contribuição.

      A cada ano, os reajustes pequenos concedidos a aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais do que o salário mínimo têm impacto sobre o valor do teto previdenciário. Em maio de 2004, por exemplo, o valor máximo pago pela Previdência Social era de R$ 2.508,72, o que correspondia a 9,64 mínimos, pois o piso nacional era de R$ 260. Agora, com o novo teto de R$ 3.916,20 a partir de janeiro de 2012, aqueles que se aposentarem com a renda mais alta ganharão somente 6,29 salários.

      Leia mais: https://extra.globo.com/noticias/economia/proporcao-entre-teto-do-inss-salario-minimo-a-menor-em-dez-anos-3619496.html#ixzz4QBcbdr6V

  6. Faltam 11 anos pelo novo sistema para que me aposente , tenho 53 anos .
    Vou pagar como autônomo , posso recolher o mínimo e depois faltando quantos anos posso recolher o máximo para melhoras minha aposentadoria ?
    Tenho pago 22 anos .

    Grato aguardo .

    1. Pela tabela abaixo vê-se que o recolhimento pelo ‘teto’ dos valores no carnet deve ser de  R$ 1037,96.

      Tabela do INSS Autônomo 2016 – ATUALIZADA
      Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
      R$ 880,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)* R$ 44,00
      R$ 880,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)** R$ 96,80
      R$ 880,00 até R$ 5.189,82 20% De R$ 176,00 (salário-mínimo) até R$ 1037,96 (teto)

       

      Lembre-se que somente contribuir pelo teto nos últimos cinco anos não vai garantir uma ‘aposentadoria pelo teto’.

      Segundo Rogério Araujo, diretor da TGL Brasil Insurance, empresa de consultoria na área de seguros e previdência, aumentar para o teto máximo as contribuições nos últimos 5 anos, 60 meses de contribuição, não garante ao participante do sistema da previdência social um benefício do teto ou próximo a ele, uma vez que o benefício é calculado sobre a média de 80% das maiores contribuições de Julho/94 à data de requisição da aposentadoria. Portanto é interessante, caso desejar assegurar um benefício maior junto ao INSS, é importante manter desde já as contribuições sobre o teto.

      “Alguns participantes ainda têm em mente a antiga regra, alterada em 1994, quando o benefício era calculado sobre a média dos últimos 60 meses, o que não mais procede”, diz Araujo.

      Veja mais em https://letraselucros.com/caso.asp?id=422

      Também não se pode esquecer que a proporção entre o salário mínimo e o teto do INSS vem caindo ao longo dos anos, tanto pelo fato de que pode ter havido ganho real do salário mínimo, quanto pela razão de que os reajustes das aposentadorias são feitas por índice que não corresponde necessariamente com o aumento da contribuição.

      A cada ano, os reajustes pequenos concedidos a aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais do que o salário mínimo têm impacto sobre o valor do teto previdenciário. Em maio de 2004, por exemplo, o valor máximo pago pela Previdência Social era de R$ 2.508,72, o que correspondia a 9,64 mínimos, pois o piso nacional era de R$ 260. Agora, com o novo teto de R$ 3.916,20 a partir de janeiro de 2012, aqueles que se aposentarem com a renda mais alta ganharão somente 6,29 salários.

      Leia mais: https://extra.globo.com/noticias/economia/proporcao-entre-teto-do-inss-salario-minimo-a-menor-em-dez-anos-3619496.html#ixzz4QBcbdr6V

  7. Olá pago o talão do Micro Empreendedor Individual (MEI) mensalmente há uns dois anos. Isto já conta como o pagamento ao INSS, PIS etc?

    Obrigada

    1. Os benefício que tem direito um Microempreendedor Individual são auxílio-doença, o salário-maternidade e a aposentadoria por idade ou invalidez. Para a família do segurado, há a pensão por morte e o auxílio-reclusão.

  8. gostaria de saber que direitos eu tenho, seu contribuir com 11% do meu salário para o INSS; sendo que não tenho direito de aposentadoria por tenho de contribuição. então pagar pra quê?

    1. O segurado que contribui com 11% do salário mínimo tem direito aos seguintes benefícios da Previdência Social: aposentadoria por idade, auxílio-doença, salário-maternidade, pensão por morte, auxílio-reclusão e aposentadoria por invalidez. Quem opta por essa modalidade de recolhimento não tem direito a aposentadoria por tempo de contribuição.

      1. Quer dizer que a gente paga essa porra de 11% e nao tem dinheito a aposentadoria por contrinuição ,mas esse bando de politico safado senvergonha roupa trabalha quase nada e pode se aposentar o mais rapido possivel . sao um bando de ladrao safado e fihos da puta .
        Porque desta forma a gente paga tanto e antes de completar a o tempo de se aponsentar por idade a pessoa morre e ai toda grana fica ,pos safados.

    1. Dona de casa não exerce atividade remunerada, portanto não preenche os requisitos para recebimentos do PIS

      Quem tem direito ao Abono Salarial?

      Têm direito ao Abono Salarial os trabalhadores que atendem simultaneamente às seguintes condições:

      – Estar cadastrado no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos;
      – Ter recebido de empregador contribuinte do PIS/PASEP (inscrito sob CNPJ) remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base que for considerado para a atribuição do benefício;
      – Ter exercido atividade remunerada, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no anobase considerado para apuração;
      – Ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do ano-base considerado.

    1. O pagamento deve ser realizado mensalmente, gerando a guia através site do inss (clique aqui para acessar) ou comprando um carnê em papelaria e preenchendo manualmente.

      Quem paga sobre o valor de um salário mínimo também pode realizar pagamentos trimestrais. Para isto, deve observar as seguintes condições:

      Utilizar o código específico de contribuição trimestral;
      estar contribuindo com valor de remuneração mensal igual ao valor do salário mínimo vigente multiplicado por três;
      preencher o campo “competência” da GPS obedecendo os trimestres civis.

      Consulte a página Informações sobre preenchimento de GPS para entender mais sobre recolhimento trimestral.

    1. O INSS não aceita pagamento adiantado para adquirir benefício. O pagamento tem que ser mensal. Até mesmo pagamentos em atraso somente em determinadas situações são aceitos.

  9. Boa noite,

    Sou Fábio, tenho 40 anos e sempre trabalhei como autônomo, sem contribuir para a previdência.
    Compensaria contribuir para o INSS ainda, tendo em vista essas reformas da previdência em curso?
    Pelo que ouço de comentários sobre as novas regras (se aprovadas como estão), teria que contribuir no mínimo por 25 anos, e acredito que no meu caso tanto faz contribuir com o máximo ou o mínimo que receberei, apenas o salário mínimo.
    O meu raciocínio está correto?
    Seria viável ainda contribuir?

    1. Olá Fábio. Atualmente a legislação exige 180 contribuições (15 anos) como mínimo para aposentadoria por idade, e, sim, nesse caso o benefício é de um salário mínimo somente. No entanto você está desconsiderando os demais benefícios como auxílio doença, auxílio acidente, aposentadoria por invalidez ou pensão por morte que são concedidos considerando a sua média de contribuição. Portanto no momento parece que você e as pessoas que dependem de você estão totalmente sem cobertura, valeria a pena pensar sobre o assunto pois o imprevisto pode estar na esquina.

    1. Tabela do INSS Autônomo 2017 – Novos Valores
      Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
      R$ 937,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)* R$ 46,85
      R$ 937,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)** R$ 103,07
      R$ 937,00 até R$ 5.531,31 20% De R$ 187,40 (sobre o mínimo) até R$ 1.106,26 (sobre o teto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *