Valor do teto do INSS para 2018 é de R$ 5.645,80

O teto para quem se aposentou pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou de R$ 5.531,31 em 2017 para R$ 5.645,80 em 2018.

Veja como ficou a nova tabela de contribuição para AUTÔNOMOS:

Tabela do INSS Autônomo 2018 – Novos Valores
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 954,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Baixa Renda, clique para saber mais) R$ 47,70
R$ 954,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Geral, clique para saber mais) R$ 104,94
R$ 954,00 até R$ 5.645,80 20% (Plano Normal) De R$ 190,80 (sobre o mínimo) até R$ 1.129,16 (sobre o teto)

Resultado de imagen para teto inss

Resultado de imagen para teto inss

Todas as tabelas do INSS para 2016 (tanto empregados como autônomos)

Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, a partir de 1º de Janeiro de 2016
Salário-de-contribuição (R$) Alíquota para fins de recolhimento
ao INSS
até R$ 1.556,94 8%
de R$ 1.556,95 a R$ 2.594,92 9%
de R$ 2.594,93 até R$ 5.189,82 11%
Tabela do INSS Autônomo 2016 – ATUALIZADA
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 880,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)* R$ 44,00
R$ 880,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição)** R$ 96,80
R$ 880,00 até R$ 5.189,82 20% De R$ 176,00 (salário-mínimo) até R$ 1037,96 (teto)

 

Desde o primeiro dia do ano de 2016 todas as pessoas que recebe um benefício da Previdência Social que seja maior do que um salário mínimo receberam um aumento de 11,28%.

Foram definidos também os novos percentuais com que devem contribuir os empregados e domésticos. As faixas são de 8% para aqueles que recebem até R$ 1.556,94; de 9% para quem ganha entre R$ 1.556,95 e R$ 2.594,92, e de 11% para os que ganham entre R$ 2.594,93 e R$ 5.189,82.

O valor mínimo dos benefícios pagos pelo INSS – aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte – é de R$ 880,00.

O mesmo piso vale também para os benefícios da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) para idosos e portadores de deficiência, para a renda mensal vitalícia e para as pensões especiais pagas aos dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru (PE). Já o benefício pago aos seringueiros e seus dependentes, com base na Lei nº 7.986/89, terá valor de R$ 1.760,00.

/

O teto do salário-de-contribuição, ou seja o valor máximo para contribuir acima do qual não servirá para o cálculo do que se vá receber quando tiver direito ao benefício passou de  R$ 4.663,75 para R$ 5.189,82.

/

 

Fator de reajuste os benefícios concedidos deacordo com as respectivas datas de início, aplicável a partir de Janeiro de 2016
DATA DE INÍCIO DO BENEFÍCIO REAJUSTE (%)
Até janeiro/2015 11,28
em fevereiro/2015 9,65
em março/2015 8,40
em abril/2015 6,78
em maio/2015 6,03
em junho/2015 4,99
em julho/2015 4,19
em agosto/2015 3,59
em setembro/2015 3,33
em outubro/2015 2,81
em novembro/2015 2,02
em dezembro/2015 0,90

Pagamento de autônomos do INSS para 2016 vai de R$ 176 a R$ 1.037,96

Em 2016 para quem trabalha por conta própria o valor do INSS irá de R$ 176 a R$ 1.037,96, conforme a faixa salarial.

width=219Os autônomos pagam 20% do total que ganham pelo fato deles terem que arcar também da parte que seria dos empregadores. Por isso eles terão que recolher mensalmente entre R$ 176 a R$1.037,96, ou seja 20% sobre o salário mínimo de R$880 ou 20% sobre o novo teto de R$5.189,84.

O pagamento com os novos valores deve ser feito no começo do mês de fevereiro, pois os recolhimentos a serem efetuados em janeiro — relativos aos salários de dezembro — ainda seguem a tabela anterior.

Tabela de Contribuição da Previdência Social 2016

 

Tipo de Salário de Contribuição Alíquotas (%) Limite (R$) *
Empresários (contribuição sobre o pró-labore) 11% (desconto na fonte) R$ 570,88
Autônomos (recebimentos de pessoas físicas) 20% R$ 1.037,96
Autônomos (recebimentos de pessoas jurídicas) 11% (desconto na fonte) R$ 570,88
Contribuintes Individuais e Facultativos (Decreto 6042/2007) 11% R$ 96,80

Desconto na fonte: o empresário ou autônomo deve constar na GFIP.
* Limite para pagamento do salário máximo de contribuição: R$ 5.189,82